Segunda, 26 de Outubro de 2020 05:15
65 99913-1386
Educação EDUCAÇÃO

60% dos pais são contra retorno das aulas em novembro

Governador Mauro Mendes defendeu que está na hora de retomar as atividades escolares presenciais; pesquisa ainda não foi concluída

03/10/2020 20h57
Por: FABIO CESAR Fonte: SEDUC
60% dos pais são contra retorno das aulas em novembro

A secretária estadual de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, afirmou que cerca de 60% dos pais de alunos não querem a retomada das aulas presenciais neste momento. A informação consta em uma pesquisa realizada pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc), que vai ser encerrada no próximo dia 9. 

 

 

A Seduc quer a retomada com segurança para amenizar o prejuízo dos estudantes, que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em janeiro de 2021.  A ideia seria fazer um 'intensivão' para auxiliar os estudantes que estão cursando o terceiro ano.

"Estamos fazendo a pesquisa tanto por e-mail como fisicamente.  Estamos acompanhando como está procedendo isso. Eu falo para você que uma média de 60% hoje está favorável a não retomada das aulas, porém a pesquisa ainda não foi concluída", afirmou.

Marioneide também destaca que muitos pais não estão participando da pesquisa e que a Seduc está buscando contato com os responsáveis para que respondam as perguntas da Pasta. 

 

O planejamento seria retomar a partir de novembro, mas a gestora afirma que isso vai depender da posição das autoridades sanitárias do país e do estado, já que para a volta das aulas presenciais, a Seduc precisa garantir a segurança dos alunos e também dos professores. 

"Se as autoridades da Saúde acreditarem que é possível fazer a retomada, com todo protocolo de segurança, organizando o terceiro ano de forma que a gente tenha uma média de 15 alunos por tudo, com o sistema híbrido ainda, aí a gente retornaria em novembro, mas tudo isso depende de tudo isso que estou te falando", disse.

Posição política

 

Governador Mauro Mendes afirmou que chegou o momento de planejar o retorno dos estudantes às salas de aula. O governador enfatizou que as atividades econômicas já retornaram praticamente 100%, as pessoas estão indo para as praças, as famílias estão se reunindo. Desta forma, afirma que não vê mais motivos para as aulas continuarem suspensas.

Ele1 - Criar site de notícias