Sexta, 30 de Outubro de 2020 06:16
65 99913-1386
Política POLÍTICA

Botelho nega apoio e diz que Fávaro representa só o Agronegócio

Senador interino há 155 dias, o socialdemocrata se defendeu: Eu sou senador de todos os mato-grossenses

20/09/2020 12h45
Por: FABIO CESAR Fonte: REPÓRTER MT
Botelho nega apoio e diz que Fávaro representa só o Agronegócio

O Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (DEM), que disse, nesse sábado (19), durante visita ao Pantanal Mato-Grossense, que ainda não se decidiu sobre quem irá apoiar na eleição suplementar ao Senado, fez críticas pontuais ao senador interino Carlos Fávaro (PSD), demonstrando claramente que o socialdemocrata não terá o seu apoio.

“Eu não vejo ele [Fávaro] representando a Baixada. Não vejo ele como quem olha para a agricultura familiar, não vejo ele como representante do povo.  Por isso eu não tenho a tranquilidade de apoiar um candidato que representa só o agronegócio. Tem que apoiar o agronegócio, mas tem que representar também o pequeno, o feirante, o trabalhador da zona  rural”, pontuou Botelho.

Fávaro conta com o apoio do governador Mauro Mendes (DEM) que, após convencer o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) a recuar de concorrer à vaga no Senado, conseguiu liberação do Democratas para apoiar outro. Uma ala o DEM apoia a chapa encabeçada pelo ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) que tem o ex-governador Júlio Campos (DEM) como primeiro suplente.

Segundo Botelho, o DEM fez esse combinado, sem brigas ou qualquer racha no partido.

Outro Lado

O senador Carlos Fávaro, que também integrou a comitiva de senadores e deputados de Mato Grosso que foram vistoriar e sentir de perto a situação dos incêndios no Pantanal, rebateu as declarações do presidente da AL de que seja apenas representante do agronegócio.

"Eu sou senador de todos os mato-grossenses. Eu sou senador que fez a emenda 04 que mudou a forma da divisão dos recursos. Aumentou 14 vezes para todos os mato-grossenses. Tenho muito respeito pela agricultura familiar, tenho respeito por todos. Trabalhei os 154 dias para todos. Venho com apoio e todo povo de Mato Grosso e do governador Mauro Mendes e tenho certeza que vamos continuar trabalhar juntos", esclareceu.

Ele1 - Criar site de notícias