Domingo, 27 de Setembro de 2020 13:14
65 99913-1386
Polícia POLÍCIA

Polícia prende acusado de executar PM com tiro na cabeça em MT

O crime ocorreu no dia 29 de agosto, em Cuiabá; a vítima foi morta com a própria arma

03/09/2020 16h25
Por: FABIO CESAR Fonte: Midia News
Polícia prende acusado de executar PM com tiro na cabeça em MT

A Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) prendeu na manhã desta quinta-feira (3) o criminoso que participou da execução do subtenente da PM, Everaldo Rodrigues Alves, de 46 anos. O acusado foi localizado em Jangada (a 76 km de Cuiabá).

 

O suspeito foi identificado somente como Ivo e foi encontrado escondido em uma chácara do Município. A prisão teve apoio da Polícia Militar.

 

O homicídio ocorreu no dia 29 de agosto, no Bairro Pedra 90, em Cuiabá. Na ocasião, a vítima estava em uma distribuidora quando se desentendeu com um trio de suspeitos e foi baleado na cabeça com sua própria arma, em frente a esposa.

 

Um dos suspeitos foi preso ainda no dia do crime, em sua casa, na Rua 22 do Pedra 90. Ele usava tornozeleira eletrônica e tinha passagem na Polícia por roubo.

 

Já os outros dois suspeitos estavam sendo procurados desde a ocorrência. Na última terça-feira (1º), um dos suspeitos, identificado como W.C.F, se apresentou na delegacia com seu advogado. Ele também informou que o terceiro procurado estava fora de Cuiabá, escondido em uma chácara no Município de Jangada.

 

Após as informações, já na manhã de hoje, por volta das 11h, foi feita uma ação conjunta entre Polícia Militar e da Polícia Civil para realizar a prisão do suspeito.

 

Os policiais fizeram a abordagem no endereço onde o criminoso estava escondido e cumpriram o mandado de prisão na presença de advogado e familiares.

 

A arma de fogo do subtenente assassinado, utilizada para cometer o crime, estava com o suspeito, sem munições e enrolada em uma sacola plástica dentro de um cômodo da casa. O material foi apreendido.

 

As investigações estão sendo comandadas pelo delegado Caio Fernando Albuquerque. Os procedimentos de interrogatório e devidos encaminhamentos estão sendo adotados na DHPP.

 

Ele1 - Criar site de notícias